segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Julgamentos e opinião alheia

1- Eu não gosto que segurem minha mochila no ônibus e também, dificilmente, seguro mochila de terceiros. Por que muitas pessoas ficam te olhando com cara de bunda como se você fosse mexer nas coisas dela e também, por que já não basta você segurar o seu trambolho, ter que segurar os dos outros não dá certo. Seguro se eu vê, realmente, que a pessoa precisa de ajuda. Se tem uma coisa que me irrita, é aquele bando de mulher que usa uma bolsa para ir para a faculdade, escola, trabalho ou afins e vai com os livros na mão com um ônibus entupido. Mochila que é bom, nada, né? E ainda é mais barato que uma bolsa. Eu odeio bolsa.
2- Eu só dou meu lugar para deficientes e idosos e olhe lá. Mulheres com crianças ou mulheres grávidas ou alguns idosos, não dou. Por que já tive o desprazer de passar vergonha com um idoso no ônibus lotado. Cedi meu lugar e o palhaço me perguntou se eu estava vendo algum velho na minha frente, já que ele não era um idoso. Enfim... Tem mulher grávida, mulheres com crianças e alguns idosos que moram praticamente do lado do ponto final do ônibus que eu pego. Eu ando 8 quadras para ficar 1 hora em pé na fila, passando mal, no sol quente esperando para ir sentada e ter que levantar por que subiu uma "prioridade" um ponto depois do ponto final? Tá de brincadeira, né? Sim, sou mal educada e não, eu não dou.
Sei que nem todo mundo tem condições de pegar táxi, que ninguém tem moto ou carro para ir em hospitais ou sei lá pra onde. Mas olha, tem duas linhas de ônibus. As duas vão para o mesmo lugar, a diferença é que a linha que eu pego é mais lotada e a outra é mais vazia. Se a pessoa está grávida ou é idosa, pega a outra linha. Tenha consciência. Educação a gente tem até certo ponto. Só dou mesmo quando é necessário e não ligo nenhum um pouco para a opinião alheia de que "ah, mas em relação ele trabalhou, ele tem idade. você é novo" só por que sou novo, eu sou duracell? Eu canso também, só por que sou novo, eu não posso ter problemas de saúde? Então esse argumento é muito generalista. Isso não serve para mim. Acho que eu sou prioridade também, já que ficar muito tempo em pé, minha pressão cai igual montanha russa. Eu ando sempre com um saquinho de sal na minha bolsa. Ninguém deve julgar a outra pessoa sem conhecê-la. Outra coisa também,a culpa não é minha se as empresas de ônibus aonde eu moro são uma bosta, eu pago todo dia e assim como qualquer outra pessoa que paga, eu tenho o direito de um assento.
3- Outra coisa também, eu não sei o que é ser petista, ser coxinha ou ir para a esquerda ou direita. Só sei que eu não gosto de política e pronto. Tive aula de comunicação e política e por mais que minha professora quisesse enfiar nas nossas cabeças que isso é bom e que política não se limita apenas em partidos políticos, eu ainda tenho minha opinião de que isso tudo não serve para nada. Não sei por que as pessoas costumam julgar as outras como burras, só por que não sabem disso. Acho que isso uma falta de senso, por que ninguém é obrigado a saber de tudo.Eu pelo menos leio tudo e não entendo nada. Já me explicaram e continuo sem entender, é como se o que eu penso, fosse diferente de todo mundo. Tudo foi feito para ser complicado. As pessoas criam tags, rótulos, nomes diferentes para significar uma coisa simples. Para que colocar cor Pink power para dizer que é rosa claro?
A vida em si não foi feita para ser facilitada.
4- Deixar os gays em paz. Para que ficar perdendo tempo dizendo que é errado ou certo? Vai acrescentar em algo na sua vida? Diz que quer salvar a alma do irmão, que ele deve entrar nos caminhos do Senhor, mas olha, quem deve fazer isso é só Deus, sabia? Ou você acha que ele vai te escolher para ser secretário dele, na hora que um gay morrer? Você vai estar lá em cima, ao lado de Deus dizendo "ele não quis andar nos seus caminhos, pai, então ele deve ir para o inferno" não vai né? Então deixa a pessoa viver em paz. Ninguém tem o direito te intervir na vida de ninguém. Tá fazendo algo de errado? Então chega e diz "cara, eu acho isso errado e você não deveria fazer isso" mas se a pessoa diz "para mim, isso não é errado, eu me sinto feliz" aí você deixar a outra em paz, entendeu?
Qualquer coisa é errada o suficiente quando faz outras pessoas chorarem ou se sentirem humilhadas. Você roubou alguém? Matou alguém? Denegriu a imagem de alguém? Então você está errado.
5- Ser obrigado a fazer algo que você não quer fazer. As pessoas não entendem o simples fato de que elas podem mandar em determinados lugares, mas não na sua vida. Ninguém pode obrigar a pessoa a comer uma coisa que ela não gosta ou ir para algum lugar que ela não queira ir. Só por que mora no mesmo lugar, isso soa até engraçado, por que tipo, você que vive sua vida, você que sente. que chora, que ri e que decide por você mesmo. Não está em estado vegetativo, não é um robô para as pessoas te controlarem. Só por que você mora em algum lugar, não significa que as pessoas podem te falar o que fazer ou como deve fazer. Existe uma diferença aí, na casa existe regras, mas a sua vida é você quem vive.
Tinha mais coisas, mas vou ficar por aqui mesmo...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!