terça-feira, 29 de novembro de 2016

Storytelling




Storytelling é um termo em inglês que significa de um modo geral "contar uma história" e o Storyteller é o contador de história. Essa "tática", digamos assim, é muito utilizada pelo marketing e a publicidade, no intuito de criar laços entre a marca e o consumidor final, cativando-o através da história. Um exemplo disso é a coca-cola, sabemos que esta marca trabalha muito bem esse aspecto, por que não é só sabor e sim todo um aspecto sentimental em volta de um simples refrigerante.
Esse método pode vir acompanhado de apenas narrativas ou narrativas com recursos audiovisuais e as histórias podem ser aquelas já criadas (como cinderela, chapeuzinho vermelho) umas mais improvisadas, como adaptações de histórias já prontas (como a novela "O cravo e a rosa" que foi adaptada da comédia "A megera indomável" de William Shakespeare) ou uma original. 
A story telling também é utilizada para prova oral em curso de inglês, que é o meu caso, por isso decidi fazer esta postagem. E ela precisa ter um começo, um meio e um fim, principalmente passar uma ideia, seja ela um conhecimento cultural ou ético. Já que é comumente algo relacionado a crianças.

Este vídeo foi feito por mim e dublado por meus colegas de classe do curso de inglês para a prova oral, foi um simples stop motion. Criamos uma história com bonecos de alguns personagens: Anna, do frozen, Mario e Yoshi, do jogo e Sullivan do Monstros S.A. O vídeo está com o áudio e a legenda em inglês por que era nossa prova oral de inglês kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... Mas, eu coloquei a legenda em português, daí é só ativar lá na parte de legenda que vai automaticamente. "Capitche?"


Storytelling: Contos de uma fase difícil




Gostou da postagem? Então comente aqui embaixo dizendo o que achou do vídeo e se você já conhecia ou fez uma storytelling! Beijos galáxicos, caotinhos!
A propósito, não esquece me seguir ali ao lado no face ----------------------->
E no canal do "youtubiu" 

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Girls in the house

Boa tarde, queridos caotinhos, sei que andei sumida (novidade, não me diga, sério?) hehehehe eu sei, eu sei... A postagem de hoje é sobre uma série muito engraçada que acabei descobrindo acidentalmente. Muitas pessoas já devem conhecer, mas algumas não. Apesar de antiga, ela tem ganhado notoriedade somente agora.
A série é chamada de Girls in the house (Garotas na casa) e até onde eu pesquisei, é escrita e produzida pelo RAO TV - Além de fazer todas as vozes, das personagens principais. Apenas uma que é uma amiga dele que faz, que é a "Kendra Foster" kkkkkkkkkkk

Você pode conferir e seguir o canal dele: Raony Phillips


A série é ambientada no jogo "the sims 4" e os personagens são os bonequinhos do jogo. Como o the sims 4 traz bastante liberdade  em relação aos antigos the sims, a série se torna bem mais divertida. O problema é que como todo jogo, você tem que calcular todos os movimentos, câmeras e ações de cada personagem, o que torna a produção um pouco complicada e demorada, por isso os capítulos demoram um pouco para sair. Crédito para o rapaz, já que ele faz tudo sozinho.
Girls in the house tem três protagonistas principais: Duny, Alex e Honey e cada uma tem uma característica única, chega a ser até engraçado como ele consegue fazer as 3 e conforme a série avança, novos personagens vão aparecendo. É genial. Não vou dar spoiler, vou deixar o link do primeiro episódio para vocês conferirem *-* Enfim... Elas moram na pensão da tia Ruiva (Que ninguém nunca viu, mas todo mundo conhece) onde ocorre as mais variadas situações e isso que faz com que a série seja muito interessante e engraçada, como o casal champignon kkkkkkkkkkk...


Essa é uma das aberturas


O primeiro episódio



É uma série de comédia, eu indico, eu sinceramente não dava nada, por que achei que fosse besteira, mas olha, eu adorei muito e digo que além de super criativa, vale a pena. Então, dá uma conferida lá...



GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO COMENTE AQUI EMBAIXO O QUE ACHOU DA SÉRIE E SE VOCÊ JÁ CONHECIA, POR ONDE FICOU SABENDO!

NÃO ESQUECE DE CURTIR O MUNDO NO FACE --------------------------->
E NO YOUTUBE -------------------------------> CLICA AQUI

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Papo de filhos: Respeite para ser respeitado

Voltei, queridos e sim, eu devo uma explicação básica. Há 2 semanas eu tive um momento ruim em minha vida (ninguém morreu, só para constar) algo pessoal e que me deixou extremamente triste e sem vontade para nada, nem mesmo para escrever. Só que como toda tempestade, a minha passou e com ela uma notícia boa. O encosto vai embora (Eu ouvi um Amém?) e mais cedo do que eu imaginava e eu não irei embora (pelo menos eu acho que isso seja verdade). Por enquanto está tudo bem e fiquei aborrecida, por que eu tenho um caminho a seguir e um blog para atualizar. Eu não sou de deixar ninguém na mão. Por isso, a partir de hoje, eu volto as minhas experiências neste mundo bizarro.


A postagem de hoje é sobre "respeito" principalmente em âmbito familiar. Uma coisa que eu entendo é que nossos pais estão sempre em cima de nós, tipo, querem saber de tudo e esse tudo acaba se tornando invasivo demais, o que acaba caindo na linha respeito entre pais e filhos. Ter pais super protetores não é saudável para ninguém, o que deve haver é diálogo e confiança, especialmente em situações na qual os pais não aprovam e dizem NÃO sem mais e nem menos e viram as costas para seus filhos. Isso acontece por que nossos pais (pelo menos eu acho isso) enxergam a gente como um reflexo deles, ou seja, eles acham que somos iguais a eles e que poderemos cometer os mesmos erros que eles cometeram no passado e as coisas não funcionam bem assim. Somos diferentes, vivemos em um mundo diferente e mais do que nunca,precisamos de alguém para conversar e pedir conselhos. As vezes um amigo é sempre bom em momentos ruins, mas nada melhor que ter seus pais para te ajudar. Um conselho que eu dou para quem está lendo está postagem e tem filhos, falo por mim que sou filha, tentem se aproximar dos seus filhos aos poucos, sem invadir o espaço dele. Faça com que eles confiem em vocês e que se sintam a vontade de contar as coisas íntimas ou os problemas. Não tem coisa pior do que ter filho fechado, que não se abre com os outros. Isso prejudica a pessoa. Ninguém é tão forte a ponto de superar tudo sozinho e cabe a vocês, pais, tentarem ajudar.
Falo isso por que eu não tenho muito diálogo com meus pais, agora as coisas tem melhorado, por que antigamente era bem pior, mas ainda precisa amadurecer mais, principalmente minha mãe que fica cantando ou assobiando quando eu estou falando algo. Talvez ela ache que o que eu tenho para falar não é tão importante a ponto dela dar atenção para mim. Isso me irrita profundamente e me deixa chateada, por que ela só está criando um abismo entre nós e no futuro, talvez, eu vou entender que ela não está nem aí e por que eu vou chegar nela para contar coisas íntimas minhas? Prefiro guardar para mim mesma. Eu me encaixo na classe dos filhos fechados.
Pais, respeitem seus filhos e suas individualidades. Só por que vocês moram na mesma casa, não significa que você sejam donos da vida deles. Respeitem para ser respeitados. Cada pessoa tem sua mania, características e personalidades. Não fique cantando quando seu filho estiver falando com você. Não o acorde aos berros e nem fique reclamando a todo momento de coisas fúteis. As pessoas se sentem deprimidas e não se empenham a melhorar quando estão a todo momento sendo bombardeadas com coisas negativas. Não tente impor coisas para ele, como se você mandasse até na vida dos mesmos, você manda na casa, mas não nos pensamentos de ninguém. Se seu filho não gosta que mexam nas coisas dele ou que entrem no quarto dele, cara, respeita isso. Não fica fazendo tudo ao contrário só para irritar ou mostrar quem é que manda, isso só vai afastar vocês dois e quando você quiser saber alguma coisa, ele não vai te falar e dependendo da pessoa, pode até ficar arisco e não te respeitar mais.
Respeite para ser respeitado, a confiança e o respeito são uma linha muito tênue.


GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO COMENTE AQUI EMBAIXO COMO É A RELAÇÃO ENTRE VOCÊ E SEUS FILHOS! E NÃO ESQUECE DE ME SEGUIR E CURTIR =D BEIJOS GALAXICOS!!!!

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Nota: Tempo

Queridos caotinhos, estou de mudanças e isso requer um tempo para pôr as coisas em ordem. Não é um adeus, apenas um até breve. Muitas coisas aconteceram em minha vida. Não vou conseguir conciliar o blog e por isso decidi dar uma pausa nele. Peço minhas sinceras desculpas, sei que estarei em débito com vocês. 
Vejo a todos daqui um tempo... Beijos galáxicos.

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Por que eu não fiz mais vídeos

Essa postagem é apenas uma nota. Basicamente não fiz mais vídeos por que meu celular deu problema e está no conserto :( bem a câmera do meu notebook é muito ruim, então por isso não gravo com ela. Espero que ele reviva, por que daí vai ficar muito ruim para mim T----T
No mais, até a próxima minha gente :*

Você sabe o que é triquíase?

Triquíase ou trique trique, para os íntimos, é uma doença que faz com que a orientação do crescimento dos cílios seja errada, daí ao invés deles nascerem para fora, eles nascem para dentro tocando a região ocular e causando irritação. Ela pode ser unilateral ou bilateral e também congênita ou adquirida.
Se você já coçou o seu olho por que sentiu que algo estava incomodando, olhou no espelho e não viu nada e quanto mais piscava mais doía e causava irritação? É... Acho que você deve procurar um oftalmo para averiguar o trique trique.


Os médicos classificam a patologia em triquíase maior (que envolvem mais de 5 cílios) e triquíase menor (menos de 5 cílios) e as causas mais frequentes são: Entrópio, blefarite, penfigoide ocular, queimaduras químicas e térmicas, entre outras.

Comumente, a triquíase é dividida em três tipos:

1. Pseudotriquiase: que é secundária ao entrópio. Em alguns casos a inversão da pálpebra pode ser intermitente, e a condição pode ser confundida com triquiase verdadeira e tratada de modo inadequado.
2. Cílios metaplásicos: que originam-se dos orifícios das glândulas meibomianas. Esses ocorrem em pacientes com conjuntivite cicatricial em estágio tardio tais como penfigóide cicatricial, síndrome de Stevens-Johnson e lesão química.
3. Distiquíase: onde uma fileira secundária de cílios, parcial ou completa, surge dos orifícios das glândulas meibomianas ou ligeiramente posterior a eles. Os cílios aberrantes tendem a ser mais finos, mais curtos e menos pigmentados que os cílios normais. A distiquíase é uma condição congênita incomum, que pode aparecer de forma esporádica ou ser herdada de modo dominante. Uma pequena porcentagem dos pacientes tem a síndrome distiquíase-linfoedema caracterizada por linfoedema crônico, cistos aracnóides espinhais e defeitos cardíacos congênitos.

Tratamento

1. Arrancar os cílios com a pinça é simples e parcialmente eficaz, mas as recorrências dentro de poucas semanas são comuns, já que o pêlo volta a crescer (Confesso que esse dói, mas é uma dor só e e deixa a gente feliz durantes 3 semanas)
2. A eletrólise é útil quando há poucos cílios isolados. Eficaz, porém podem ser necessárias mais seções para obter um resultado satisfatório.
3. A ablação a laser é indicada quando apenas alguns poucos cílios dispersos necessitam de tratamento. O laser é disparado na raiz do cílio e forma-se uma pequena úlcera. Também eficaz, e a maioria dos pacientes fica curada com duas ou três sessões.
4. A cirurgia pode estar indicada para uma área restrita de triquiase resistente as outros métodos de tratamento. 

De acordo com o site: http://blogdosancarvalho.com.br/triquiase/#sthash.jQsLZrCE.dpbs


"Quem sofre com a triquiase desenvolve inflamações, erosões e ulcerações nos olhos, por causa dos cílios desalinhados que tocam na superfície da córnea. Nessa doença pode haver cinco cílios ou menos tocando os olhos. As causa dessa doença são: penfigóide ocular, entrópio, blefarite, queimaduras químicas e térmicas.
Um dos sintomas frequentes é a impressão de estar com areia nos olhos, pelo atrito entre os cílios, a conjuntiva e a córnea. A repetição dessa ação pode causar vermelhidão ocular, ceratites e conjuntivites.
A má alimentação, o calor e o suor potencializam a oleosidade da pele. No momento que esse excesso chega aos olhos, atingindo a pálpebra, há um grande risco de desenvolver o triquiase. O aumento da oleosidade na pálpebra também pode causar a inflamação dessa região. Se não for tratada, pode causar uma agressão muito forte e definitiva na córnea."

Gostou da postagem? Então comente aqui embaixo se você conhece alguém que tenha a doença ou se você mesmo tem e não sabia! Não esquece de curtir o Mundo lá no facebook e seguir no youtube!

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Past continuous - T01 E05 - Aulas

Camila observava as ruas enquanto seu pai a levava de bicicleta até o colégio onde fazia curso preparatório. Muita coisa tinha mudado em relação ao futuro. Era até estranho pensar dessa forma. Mas, sabendo como era o futuro e o que iria mudar, ver tudo no passado parecia um tanto bizarro. Mais bizarro ainda era chegar novamente no colégio depois de 5 anos. Aquele percurso de bicicleta, ela não fazia durante 5 anos. Seu pai estava tão jovem e tão bem. Por alguns instantes, esqueceu como era a vida no futuro e como estava péssima, de repente seus pensamentos foram cortados quando chegaram. A primeira pessoa que observou foi seu grande amigo, Júlio, parado na frente do colégio. É claro que não poderia chegar e cumprimentá-lo, afinal, eles ainda não se conheciam.
Camila se despediu do pai e caminhou lentamente pela calçada do colégio, ia na direção do rapaz. Vale lembrar que ela estava bem diferente do que costumava ser nessa época. Aprendeu a ser mais sociável e fazer amizades. A faculdade de biologia a ajudou muito nesse quesito, já que sua vida era apresentar seminários.

__Júlio... Er... Oi - Camila parou na frente do menino. O mesmo levantou a cabeça rapidamente muito assustado.
__O... Oi... A gente se conhece? - Tentou dar um sorriso para aquela estranha.
"Meus Deus, o que eu estou fazendo, é claro que nós não nos conhecemos" - Pensou naquele pequeno detalhe. Como fingir que não conhecia alguém?
__Ahh me desculpe, é que eu... Bem, eu... Te confundi com um amigo meu - Disfarçou.
__Mas disse o meu nome.
__Coincidência, não? - Riu amigavelmente - Desculpe, viu? - Seguiu em frente com o rosto vermelho e não se atreveu a olhar para trás - "Bela maneira de começar, em Camila?"

Ao entrar na sala, a nostalgia tomou conta, todos estavam lá e como aquilo era possível? Tentou sentar mais para frente, não queria sentar no mesmo lugar de sempre. Se voltou para aquele momento foi por algum motivo e quem sabe, não poderia fazer alguma coisa diferente.
Olhou em volta e o coração acelerou. Camila sentiu o estômago embrulhar. Uma lágrima quase escorre dos seus olhos. Sim, ela viu Vinícius sentando ao lado de Júlio. Deu uma risada sem graça, nesse momento Júlio a encarou e Camila acenou com os dois dedos.

__Quem é essa? - Perguntou Kevin
__Ela me confundiu com alguém, mas ela sabia meu nome - Júlio tirava o caderno da mochila
__Até que é bonitinha - Vinícius deu uma risada sarcástica
__É doida, isso sim!
__E você não gosta? - Kevin deu um tapa nas costas de Júlio
__Tão me zuando, né?
__ É claro, a gente sabe que você só gosta de tanquinho - Vinícius riu junto com Kevin caçoando do amigo
__ "Mim deixem" - Júlio riu também, enquanto observavam o professor entrar.

Camila sentiu falta de Amanda, deu uma breve olhada na sala e pôde observar que a mesma estava sentada no final da sala. É claro, em 2011, quando tinha 18 anos, ela costumava  sentar no fim da sala. Agora, em 2011 novamente, ela tinha 23 anos, ou com a mente de 23, na verdade. Viu que tinha um lugar ao lado dela, levantou e seguiu até lá, nem reparou que todos a olhavam curiosos. A aula tinha acabado de começar.

__Lá vai tua namorada, Júlio - Kevin começou a rir
__Ela tem problemas.

Camila sentou ao lado de Amanda, que a olhou desconfiada e tímida. Por que será que ela tinha saído lá da frente para sentar aqui no final? Percebendo que a menina a olhava estranho, Camila decidiu quebrar o gelo.

__Oi, bem, eu não enxergo bem de perto - Deu um sorriso amarelo.
__Ahh então somos duas - Amanda riu
__Você tem cara de Amanda - Camila até que gostou da ideia de saber sobre tudo, isso lhe renderia muitas palhaçadas.
__Uau, você é boa mesmo, eu realmente me chamo Amanda!
__Sério? Que legal! Eu sou a Camila! - Tentou conter as risadas eufóricas, é claro que saber o que já aconteceu era trapaça. Percebeu que ela não tirava os olhos dá onde Vinícius estava sentado, achou um tanto estranho. Que ela se lembrava, Amanda não tinha feito isso.
__Gosta dele? - Perguntou séria
__De quem? - Amanda disfarçou e corou
__Daquele menino de bandana
__Ah não - Riu - Eu acho o amigo dele bonito - Amanda suspirou - Camila sentiu um peso sair de seu coração, ela estava falando de Júlio. Bem, não lembrava disso, Amanda não gostava de Júlio, por que agora ela estaria gostando?

As duas primeiras aulas passaram voando e tinha chego a hora do intervalo. As duas saíram e ficaram paradas na frente da sala, comendo salgadinhos. Camila tentava entender por que as coisas estavam mudando. A começar pelo fato de que Júlio a cumprimentava toda vez que ele a encontrava. Será que foi por que ela puxou assunto antes das aulas? Ou é por que ele ficava sem graça de passar e não falar? A única coisa que tinha certeza, é que Amanda queria que Camila fizesse uns "papos" com Júlio para os dois se conhecerem. Se fosse em 2016, isso seria mais fácil, já que Júlio se tornou um dos seus melhores amigos.

__Cara, por que você cumprimenta ela? Tá afim né? - Vinícius comentou enquanto tomava um gole de refrigerante.
__Eu não, apenas por educação.
__Ela parece ser uma pessoa legal, pode ter confundindo mesmo - Kevin falou de boca cheia.
__Cara, eu não to afim de ninguém, sacou?
__Eu faço os papos pra você - Vinícius riu e deu uma batida nas costas do amigo.
__Velho, vocês dois são muito mala!
__ [Faz os papos] - Kevin sussurrou para Vinícius, enquanto apontava para a cabeça de Júlio.

Enquanto isso, na frente da sala.

__Camila, faz isso por mim, pelo visto, ele fala com você - Amanda tentava convencer a menina a puxar conversa com Júlio. Apesar de Camila já saber quase tudo do amigo, era estranho chegar do nada.
__Ahhhh, tá legal, vou procurá-lo no face - Camila se sentiu convencida.
__Então prepara, lá vem eles! - Amanda apontou para o lado e seguiu para o banheiro correndo. Não deu nem tempo de falar nada, quando percebeu, Vinícius estava em sua frente.
__Oi? - Camila não soube o que falar. Depois de tanto tempo, ele finalmente estava ali na sua frente, mas ela não podia fazer nada. Ele nem sequer sabia o seu nome, muito menos quem um dia, ele já foi seu namorado. As mãos estavam suando de nervoso, quando Júlio apareceu e cortou o gelo.
__Está tudo bem?





sábado, 5 de novembro de 2016

Playlist vez do rock

01 - Within Temptation - Utopia
02 - Hammerfall - Always will be
03 - Alter Bridge - Watch over you
04 - Nightwish - Meadows of heaven
05 - Evanescence - Lithium
07 - Epica - Feint
08 - Sonata Arctica - Last drop falls
09 - Shaman - Fairy tale
10 - Sonata Arctica - Fullmoon
11 - Sopor aeternus - In der palastra
12 - Angra - Rebirth
13 - Stratovarius - Forever
14 - Within Tempatation - Memories
15 - Stratovarius - Unbreakable

*Agora que eu vi que a número 6 pulou --' na verdade eu que digitei errado na hora de passar o html da música. Mas eu já ajeitei a postagem xD agora está na ordem certa!

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Past continuous - T01 E04 - A foto

Aquela segunda feira estava terrivelmente quente, Camila tinha chego da faculdade toda suada. Depois do banho, desceu para almoçar, apesar de ter lanchado antes de voltar para casa, a fome ainda reinava em seu estômago sem fim. Simplesmente era magra de ruim.
Aquele cheiro de bife acebolado a fazia voar pela escada até a cozinha com uma trilha sonora de pássaros cantando. Como sua mãe cozinhava bem. A boca salivava até que a mágica sumiu quando viu a panela.

- Bife de fígado? - Camila suspirou
- Faz bem para o corpo e para a mente, você está muito magra - Respondeu a mãe séria.
- Eu detesto bife de fígado.
- Mas minha filha, está bem temperado, tão gostoso, fiz até batata frita - A mãe queria camuflar o horror que era bife de fígado com a batata frita. Foi quase. Mas pelo menos a menina comeu tudo.

Vera queria agradar a filha de todos os jeitos, faziam meses que ela tinha terminado com Vinícius e achava que a menina estava numa pior. Via que ela não sorria mais como antes e estava bem séria que o normal, ou melhor, Camila nunca foi séria, sempre foi brincalhona. O coração parecia ter endurecido. Nem o convite de "Timo" o crush do ônibus, ela ainda tinha aceitado. Não que Camila tivesse contado sobre isso para Vera, mas ela bisbilhotou o celular da filha afim de descobrir qualquer coisa que pudesse ser esclarecedor. Afinal, as duas não tinham muito diálogo. Era preocupante.
Depois do almoço, todos ajudaram a limpar a cozinha e cada um subiu para seus quartos para tirar o cochilo da tarde, como de costume. Menos Camila, ela era um zumbi, não dormia tão facilmente. Ficava zanzando pela casa. Barata tonta, como dizia seu pai.
Resolveu assistir um filme, não estava com muito saco para estudar, mas antes, deu uma fuxicada no facebook quando teve uma bela surpresa. Depois de quase 4 meses, Vinícius finalmente deu sinal de vida. Ativou o facebook e estava em um relacionamento sério com fotos e tudo mais. Camila sentiu o coração disparar, como se fosse entrar em erupção. "Como assim?" ficou estagnada na frente do notebook olhando aquela marmota. A raiva tomou conta de todas as parte do seu corpo e não pode conter a cachoeira que se formava em seus olhos. "Como assim relacionamento sério?' - Pensou. As palavras que ele dissera a ela antes de ir embora não pareciam mais fazer sentido. Desligou o notebook rapidamente e se trancou no banheiro. Sentou no chão e apanhou a toalha de rosto colocando na boca. O choro é livre, mas nem um ruído poderia ser escutado. Aquela dor voltou de novo, a mesma que sentiu quando ele foi embora. Quando terminaram.

- Você nunca me amou Vinícius... - Suspirou enquanto abafava os soluços.

Voltou para a cama e decidiu aceitar o convite de Carlos. Seria uma grande reviravolta. O rapaz merecia uma chance.



A fresta de luz atingiu o olho esquerdo de Camila que estava quase acordando. A brisa esvoaçava a cortina e a claridade acendia e escurecia o rosto dela. Abriu os olhos. Era terça feira e não tinha aula. Olhou o relógio e marcava 7:20 da manhã - "Não sou mais a mesma de antes" - Pensou enquanto sentava na cama e tentava se manter acordada ainda. De fato, vale lembrar que Camila tinha o hábito de acordar muito tarde, quando mais nova, por volta das 10 ou 11 horas da manhã, devo lembrar que a alimentação dela, nesta época, era péssima. Por isso era um esqueleto - Como dizia sua mãe.
Pegou o celular e ligou a internet para checar as redes sociais. O whatsapp não parava de apitar, havia muitas mensagens do grupo chato do curso de espanhol. Como esse povo tinha tanto assunto? Em 10 minutos, 200 mensagens.Silenciou o grupo por 1 ano. Silêncio, silêncio, silêncio...
Observou o quarto, lembrou do dia anterior e a desmotivação tomou conta, nem quis lavar o rosto, desceu assim mesmo.

__Vai sair? - Perguntou a mãe assustada
__Não, por que?
__Acordou cedo, é estranho você acordar cedo.
__Quando eu durmo cedo, eu acordo cedo.

Na verdade ela teria um encontro com Carlos, mas não queria dizer que iria sair com alguém. 


O pão de queijo quentinho exalava pela casa de tão apetitoso. Tinham 4. O suficiente para o café da manhã com suco de goiaba. Em seguida, uma fruta. Banana, só para constar. Seu pai sempre dizia que a banana é uma fruta completa e que, ao ingeri-la pela manhã, ficaria com mais energia e pique para suportar o dia. Não que a terça fosse ter algo de diferente. Mas, se estabeleceu um hábito.

__Bom dia, princesa! - O pai disse dando um beijo na testa da filha. Esse  hábito nunca se perdeu. Fazia isso desde... Desde sempre.
__Bom dia, pai! - Suspirou
__O que foi?
__Apenas não dormi bem.

Terminou o café, lavou a louça e subiu. Tomou um banho e ligou o notebook - "verei um filme" - Pensou. Escolheu "O doador de memórias" bem, não era um filme que ela gostaria de ver, mas como ainda não tinha visto, resolveu ver. Levantou e separou a roupa que iria sair mais tarde. Queria estar bem bonita para esse encontro e com certeza iria bater muitas fotos para postar no facebook.

Enquanto o filme carregava, abriu o explorador de arquivos e procurou pela pasta "fotos" e reviveu algumas lembranças de quanto era mais jovem. Passava as fotos e recordou de uma em especial. Ela e Vinicius estavam sentados. Sorriu. Estava bem diferente do que costumava ser, mas aparentava estar feliz... Foi tirada no aeroporto. Quando voltavam de Fortaleza. De repente a tela do notebook ficou movediça, Camila piscou o olho espantada e tocou na tela, consequentemente, tudo começou a tremer e a moça foi puxada para dentro do computador.

- Mãaaaaaaaee - O grito de Camila teve um efeito doopler. Alto e depois diminuído. Até sumir por completo. E o quarto e tudo que estavam naquele tempo, foi congelado.

"Pi pi pi" o barulho do despertador soava pela penumbra de um quarto. Camila estava toda jogada na cama. Sua mãe abriu a porta com tudo e disse:

- Hora de acordar, Camila se não vai se atrasar.
- "Atrasar? Para que?" - Pensou Camila enquanto se virava. Abriu os olhos lentamente - "Desde quando tem goteira no teto do quarto?" - A moça já sentia o coração na boca, quando percebeu que o teto era de forro. Deu um pulo da cama e acendeu a luz.
- O que está acontecendo? - Olhou tudo ao redor assustada. Aquele quarto... Aquele quarto nada mais era, que seu antigo quarto. Antes da obra. Ela sentiu o ar escapar. "Só pode ser um sonho" - "Acorda, Camila" - Não, não era um sonho. Olhou para o celular e viu que realmente não era um sonho. Além de ser o seu antigo celular. A data não poderia estar errada. Realmente era dia 7 de fevereiro de 2011.
Sentou na cama, apavorada, suas mãos suavam frio.

- Camila, ainda não tomou banho? - Vera entrou no quarto novamente e como a mãe estava diferente, Camila ficou pálida.
- O que aconteceu com você, minha filha?

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Plutão em escorpião - Fênix

Não entendo bem de astrologia e gostaria de poder saber mais. Não sei se o mapa astral das pessoas são assim, mas o meu, o meu ao meu ver, é estranho.


Nasci com plutão em escorpião e como algumas pessoas já devem saber, plutão é o planeta regente de escorpião. O que significa que essa combinação em mim é intensificada.
Plutão, pelo que eu sei, na astrologia, são nossas motivações e ideais espirituais, ou seja, aquilo que nos motiva a seguir nossos objetivos, nossa fé e esperança. A crença em algo e a emoção interior. O signo que está localizado, é o signo que nos representa de acordo com suas características astrológicas.
O meu signo é o escorpião, fazendo de mim uma pessoa extremamente forte por dentro. Coisa que eu talvez não ache, mas pelas coisas que eu já passei, entendo que realmente faz sentido. Não sou o tipo de pessoa que se deixa levar tão facilmente pela tristeza ou adversidades da vida e quando eu caio, eu levanto bem mais forte do que eu era e principalmente,com minhas esperanças e fé renascida. Assim como uma fênix, que precisa morrer para renascer das cinzas mais forte. Plutão é o planeta do renascer, por que simboliza a morte e a vida. Pessoas que nascem com essa combinação tem um controle sobre si mesmo muito grande e apesar de estarem despedaçadas por dentro, não demonstram nenhum tipo de sentimento ao demais. Sempre transmitem tranquilidade. Pouquíssimas pessoas conseguem sentir essa energia triste de pessoas assim, por que nós, que temos essa combinação, não confiamos tão facilmente e quando confiamos, deixamos poucas pessoas saberem.
Somos autodestrutivos, nós controlamos a tempestade, mas ao mesmo tempo, podemos morrer nela. Por que assim como o escorpião é um animal que se suicida quando sente o perigo e não pode fugir dele. Pessoas com essa combinação tem a tendência de se auto sacrificar em decorrência de situações ruins e consequentemente morrendo com seu próprio "veneno".
Escorpião é um signo profundo, das relações duradouras e das lembranças. Assim são as pessoas com a combinação plutão em escorpião. Suas motivações são profundas e sempre estão renascendo, sua fé é grande, embora as pessoas ache que eles não tem nenhuma. Analisamos tudo ao nosso redor e criamos laços significativos com as pessoas que confiamos. Nunca esquecemos quem elas são e quem foram. Uma vez no coração, para sempre ficarão lá.