domingo, 27 de outubro de 2013

Vectoeletronistagmografia

Como eu já nasci problemática, este exame bizarro foi mais um na minha lista de experiências macabras. Brincadeira kkkkk... Na verdade, como eu tenho rinite das brabas e vivo no otorrino, ultimamente eu vinha sentindo umas tonturas, vertigens muito estranhas ( uns 2 anos) não aconteciam com frequência, mesmo assim eram muito ruins, as vezes, eu acordava com elas e outras, eu dormia com elas.
Enfim, esse exame também serviu para o diferencial do transtorno do pânico (já que, um dos sintomas é a tontura). 
Fui no otorrino para ver essa nova situação e também começar o tratamento da rinite novamente, para variar. Daí ele me passou a audiometria tonal e vibral, a videolaringoscopia e a vecto... Esse exame com o nome nada grande.
A audiometria é tranquila, nada de tão maluco, você entra em uma cabine acústica e fica escutando uns sonzinhos, para cada escutada você aperta o botão para dizer que está ouvindo. Depois, ela fala algumas palavras e você vai repetindo. Meu exame deu normal, 100% nos dois ouvidos.



Nada de assustador...

A videolaringoscopia eu fiz novamente, tem até uma postagem minha sobre ela Aqui
Agora eu vou falar um pouco da vectoeletronistagmografia antes de falar como foi.
A vecto é um exame otoneurológico que tem como finalidade avaliar o sistema vestibular que, por sua vez, trata-se de um sistema sensorial que consiste em um conjunto de órgãos do ouvido interno. Esse sistema também é conhecido como labirinto e é responsável pelo equilíbrio corporal.
Analisando se o paciente tem labirintopatia-labirintite, como é popularmente conhecida.
Então, foi quinta feira e cheguei lá já morrendo de medo por que pesquisei o google inteiro atrás desse exame e até assisti vídeos, mas nenhum deles mostrava ou falava ao certo como era. Eu, um ser calmíssimo, quase tive um treco na sala de espera (nem era para tanto, o exame é chato, mas nada de tão ruim assim como eu imaginava). Ele estava marcado para 16:30 e eu estava sem comer desde as 12:30 horas. Você recebe um preparo para fazer esse exame, não pode comer 3 horas antes, não pode tomar nenhum tipo de medicamento (nem para dor) - Exceto os de pressão, do coração e renal - Agora o resto que você possa imaginar, não pode! Tive que interromper o meu snif 3% (soro fisiológico concentrado) e também não pude tomar meus chás. Não pode tomar café, enfim, não pode fazer nada.
Primeiro você senta na beira de uma cama com as pernas esticadas para frente, daí o médico vai te inclinando para trás de modo que você fique com metade do corpo fora da cama (meio que ponta cabeça) daí ele vira seu rosto para o lado e pede para olhar para cima e faz a mesma coisa com o outro lado. Essa é a primeira etapa do exame, chamado de nistagmo posicional. Até aí nada girou. Depois, eu sentei em uma cadeira e na minha frente, ela colocou um barra luminosa vermelha (quase fiquei cega) - Nesse momento é colocado no rosto uns eletrodos (tipo aquele de eletrocardiograma, sabe?) uns 4 ou 5. Voltando a barra, mais ou menos como na imagem abaixo:

Tem que seguir o ponto vermelho com o olho, não pode mexer a cabeça. Esse ponto fica oscilando para um lado e para o outro lentamente, depois ele começa a ficar rápido. Nessa parte já comecei a ficar um pouco zarolha, acho que eu estava mais para problema de visão a que labirintite. Depois ela coloca essa barra na posição horizontal e daí os pontos começam a passar ordenadamente, como se fosse uma corrente elétrica e da mesma forma que a outra posição, é lenta e começa a ficar rápida. Até aí, estava normal. Depois vem a pior parte... O teste calórico que foi com ar (não se faz mais com água, para a noooooooossa alegria).
O teste calórico consiste em 2 etapas:

1- Lançam dentro do seu ouvido direito um jato de ar frio durante 30 segundos (Neste momento, você vai sentir tudo rodar) e o médico irá pedir para você fixar seus olhos no dedo dele e te fará algumas perguntas e você terá que responder (sim, daquele jeito, mais tonto que o kiko). Depois que a tontura passar, é a vez do ouvido esquerdo, o mesmo esquema.

2- Depois do jato de ar frio, agora eles lançam nos dois ouvidos (um de cada vez, é claro) um jato de ar quente e é o mesmo processo. Eu confesso que fiquei tonta mais rápido com o jato de ar frio. O quente não me deu tanta tontura.
O mais engraçado é que se o jato for colocado no ouvido esquerdo, você vê tudo girar para o lado esquerdo kkkkkkkkkkk e vice versa... Bem, depois disso, passou a tontura, ela não demora, é o tempo que seu labirinto se acostuma com o ambiente novamente, em torno de 30 segundos (pelo menos para mim) mas vou dizer algo, eu sai da sala um pouco "pisando em nuvens" depois melhorou por completo.
O que eu posso dizer desse exame, que ele é um tanto ruim por causa da tontura discreta que se sente (claro que depois passa com o término do exame) e a vida volta ao normal. A pessoa não sai grogue... Meu consolo é que você fique calmo, que as reações desagradáveis são durante o exame e não passam de 1 minuto. Já o exame inteiro demora cerca de 30 a 45 minutos. Vá com calma, fique tranquilo (a) - nada demais e não dói. Tudo lá é tolerável, até as tonturas. Levei meus exames no médico e não deu alteração nenhuma, apenas que eu sou mais sensível ao frio do que ao calor. Eu havia dito em uma postagem mais recente sobre o que eram as minhas tonturas, mas resolvi atualizar esta postagem para explicar novamente: Minhas tonturas eram ocasionadas pelo excesso de limpeza do meu ouvido, ou seja, não tinha quase cera e toda vez que eu tomava banho, entrava água no meu ouvido e não saía. Então, passei a limpar menos o ouvido e adeus tonturas! :D
Só tenho quando estou com ataques de alergia...

Beijos e boa sorte a todos que farão essa belezinha kkkkkk... 

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Nota

Uma pequena nota de que o blog está um pouco bagunçado, eu ainda estou procurando um tema legal para pôr aqui, esse é provisório, ainda. 

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Missão em Araquaim

Como havia dito no último post, escreverei um resumo sobre meu fim de semana e minha missão em Araquaim. Esta cidade é um interior e por ser interior, não há ninguém que toque por lá e meu avô mencionou a banda da igreja, na qual eu e meu pai participamos e papo vai, papo vem, fomos convidados - Aêêêê - Eu não queria ir. Não, não sou mesquinha, é que eu detesto viajar e ficar mais de 2 horas dentro de um carro (crises a parte) enfim, era para eu ir sexta feira, junto com meu tio, tia e a mamãe. Mas preferi ir no sábado com meu pai e o povo da banda (Pedrinho, Damiana, tio Costa).
Meu pai me acordou 4:30 da manhã (ele só gosta de sair esse horário) eu tinha dormido 1 hora da manhã do mesmo dia (pensem na inhaca e na cara de cansaço da criança kkkkkkk) com a graça de Deus eu não acordei estressada. Daí desci, tomei o café (Papai fez para mim kkkkkkkk) estou parecendo aquelas gurias mimadas, sabe? O que na verdade não sou. É que eu falo mesmo papai e mamãe e muita gente zoa da minha cara por causa disso, não tenho culpa, é que eu sou acostumada a falar assim. E sobre o café da manhã... Aqui em casa funciona assim, de manhã papai faz o café meu e da mamãe e de tarde quem faz é a mamãe. Eu cuido da casa e da louça (pior parte). Continuando... Saímos de casa por volta das 6 horas e seguimos em direção a casado meu primo Pedrinho ou Pedro, ele já estava pronto, como o carro já estava lotado, ele teve que levar em cima dele a mochila. Depois, fomos a casa da Damiana, ela ainda não estava pronta (por que será né?) se ela lesse esse post, ela ia rir muito.
Daí, meu pai deu meia volta e fomos pegar o tio Costa, que já estava em pé esperando a gente, papo vai e papo vem... Voltamos na Damiana e enfim, seguimos ao nosso destino, fizemos uma oração para nosso Senhor e seguimos.
Chegando lá - 3 horas depois - Era umas 8 da manhã, tomamos café de novo. Eu não tomei por que estava terrivelmente enjoada. De madrugada, quando tomei café, não tinha meu suco e então tomei café, mais tarde, o refluxo veio me dar boas vindas (ohhh glória) fiquei sentada e tomei um copo com água... Mais tarde, comi uma maça e tudo voltou ao normal. Quando foi umas 9 horas, fomos para a igreja da cidade, montar os instrumentos para a missa de noite e ensaiar um pouco...



Todo mundo feliz até o meu pai resolver sondar o mistério da caixa de som kkkkkkkkk... Ela estava meio que equilibrada em um pedaço de ferro e todo mundo estava com medo que ela caísse. Mas tinha um buraco no meio dela, presa no ferro kkkkkkk eu ri muito!


Pedrinho (baixo) - Tio Costa (Bateria) - Papai (vocal) - Eu (teclado) - Damiana (Violão e vocal) - Essa foto foi na missa de noite, na transladação do círio. Quando a Santa sai da igreja e caminha pelas ruas da cidade até a outra capela, para vigiar e depois, no dia seguinte, voltar a igreja. Foi lindo *--*


Maria de Nazaré, Maria me cativou, fez mais forte a minha fé e por filho me adotou ♪

A procissão com a volta da Santa na capela e como músicos, já estávamos lá esperando *--* para a santa missa. A missa demorou apenas 30 minutos, por que o padre não estava muito bem, sabe? Estava quente demais e eu acho que a pressão dele caiu. Mas depois terminamos a missa e fomos embora, a gente bateu uma foto na igreja, mas está no meu celular, como ele não tem cabo usb (perderam o cabo) daí tenho que esperar a Damiana me passar e detalhe, ela está sem pc,daí já viu né? kkkkkkkk
Bem, depois disso, fomos embora no domingo de tarde, umas 16 horas e tudo terminou muito bem. Voltei com dois violões em cima de mim, minha bolsa no meu pé e meu travesseiro no meu colo. Ri muito, mas foi divertido.
Então é isso, pessoal, resumi um pouco para não ficar muito grande o post, mas aconteceu muitas coisas engraçadas, como eu tendo uma crise dentro da igreja de alergia (poeirada só por lá) e o pânico, eu me controlei muito e saiu tudo nos conformes...

É isso aew, feliz círio 2013!


Herdeiros de Davi - 2013 - Araquaim - PA

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

De volta

Bem, viajei esses últimos dias e como estou sem tempo para postar sobre a minha missão, deixarei aqui só alguma coisinha e um lembrete de que eu tenho que postar como foi minha viajem.
E também tenho que passar as fotos aqui para ficar mais "lecal" kkkkkkk...
Certo, certo... Para adiantar um pouco, fui na cidade do meu avô (interior de Curuçá) com meus pais e a galera da banda "herdeiros de Davi" (banda da igreja). Resumidamente, fomos tocar no círio de Nazaré, uma ajuda, já que as bandas que iam para lá tocar, cobravam para o feito e francamente, cobrar para um evento como esse? Se fosse um casamento, tudo bem, mas poxa, é uma doação. Devemos ir pela ajuda e pelo momento. Apesar de eu ter ficado atacada por causa da poeira, foi muito legal e especial.
Mas enfim, passando rápido para dizer isso (que eu não sumi kkkk) que o enem é nesse fim de semana, mais uma vez, de novo, novamente ¬¬
E que eu estou atormentada, uau, por que será? Por que não sei que curso fazer e tem gente que está me pressionando a fazer um curso que eu não quero fazer, por que não me interessa e sabe o que é pior? É que, as vezes eu tenho que fazer coisas que eu não quero, só para agradar os outros, para ficar tudo numa boa, entende?
Isso é chato.
Eu perco minhas vontades... Mas só de saber o quão estresse eu vou evitar, eu faço isso para o bem da minha mente caótica.
Então deixo aqui um vídeo que eu achei na net, engraçado demais... Estou gostando do canal dessa guria, ela tem o meu "Like" (nova moda entre a pirralhada kkkkk)


Gabbie - TPM



Beijos, fofíssimos 
P.S: Eu sou a hardcore kkkkkkkkkk

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Blogs

Então galera, como eu sou uma pessoa muito esquecida, acabei postando sobre o pânico e esqueci de postar os blogs...

O primeiro blog é o da ----> Flávia

O segundo é o da ----> Mii

O terceiro é de um grande amigo o ----> Mateus


Três blogs que eu estou gostando muito e visito quase todos os dias. Tenho um carinho especial por todos eles, por que de alguma forma, estamos nos falando, mesmo que seja um pouquinho. Trocar idéias e compartilhar são coisas que eu adoro fazer.
Então boa sorte a todos...

Deixo aqui o poema que o meu querido Mateus, escreveu para mim... Na verdade foram dois, mas deixarei o mais recente. Deus está contigo, amigo, sei que muita coisa boa ainda há de vir para você.

"Anjo de luz

O meu motivo de viver é saber que você pode sorrir,
Nem que isso valha a minha alma ou que eu tenha de enfrentar meus medos,
Eu vou sempre ter o coração mantido por Deus e a minha alma lutando,
O brilho que vem do céu vem da lembrança de teu sorriso e teus olhos são a minha força,
Suas palavras me fazem levantar acreditando que o mundo é um lugar melhor que ontem,
Por causa de você o meu coração bate feliz e eu me apaixono pela força que você me passa,
Você é o real motivo de eu não ter arrancado o meu coração com as próprias mãos,
Você é o motivo que eu tenho para me esforçar, para te fazer feliz,
Não importa a pressão que você esteja passando ou a nossa distância,
Minhas mãos vão estar sempre dadas as tuas e nossa conexão nunca irá acabar,
Não chore porque isso significa uma ferida na minha alma,
Seu coração não pode ficar triste porque eu não vou permitir,
Você é a vida que me salvou da morte,
Você é o meu anjo de luz."

Transtorno do pânico

Pânico?
Oh... Claro, eu tenho pânico! Eu não suporto tomar banho, tenho medo de água.
Já eu, tenho fobia de rato. Ver um já entro em pânico.
Barata, então? Uh... Não gosto nem de lembrar daquelas perninhas peludas.



Quem nunca se pegou falando que tem medo ou pânico de algo? E realmente, as pessoas tem pânico de alguma coisa ou de alguém, pois o mesmo é uma forma mais acentuada do medo. Pavor, medo, fobia, pânico... Sinônimos.
Mas quando o medo não é concreto? Um medo que aparece de repente e que muda sua cara antes feliz para um olhar cheio de medo e de dúvidas e de pensamentos negativos. Uma mistura de Freddy Krueger e Jason numa sexta feira 13.

O transtorno do pânico ou síndrome do pânico é uma psicopatia da classe dos transtornos de ansiedade. Nota-se nitidamente que ela é diferente das outras. Por que será né... kkkkkk
Então, de forma mais descontraída, uma pessoa pode ser ansiosa, afinal, ansiedade é um sentimento natural do ser humano. Qualquer pessoa pode sentir ansiedade. Você fez um exame de sangue, pode ficar ansioso por que quer saber se tem alguma coisa ou não. Você que esperar seu aniversário, pode ficar ansioso para saber se o amor da sua vida virá. Um passeio, o primeiro beijo... Coisas assim, nos deixam ansiosos, nos tiram noite de sono e principalmente, é uma ansiedade que passa.
Quando ela começa a ser patológica? Quando essa ansiedade aparece em momentos que não era para ela aparecer. Como aconteceu comigo, eu estava comendo meu hamburguer triplo egg bacon com calabresa e gordices com um maravilhoso suco de goiaba (mentira, era apenas um x burguer por que eu não posso comer essas porcarias deliciosas kkkkkkkk) enfim, estava rindo, sentada ao ar livre conversando com meu namorado. Não tinha como eu me sentir ansiosa ou medo de algum coisa, eu estava distraída, e o que me aconteceu? Eu passei mal no meio da rua. Meu coração parece que pulou boca a fora, minha cara parecia um ninho de formiga, minhas mãos formigando, meu rosto pálido. Agarrei no braço do meu namorado e não conseguia respirar, eu pensei "to morrendo" - Morrendo de vergonha né, por que naquele momento parece que todo mundo estava olhando para mim (o que não era verdade). Vergonha de passar mal? Pois é... Daí, meu bebe tentou me acalmar e eu na minha santa vontade de reverter aquela situação, fui me acalmando novamente e por fim... 10 minutos depois eu estava bem de novo, mas não bem totalmente, estava cansada, com sono e com medo de passar mal de novo.

E quando saber que eu tenho o transtorno?

Primeiramente, o pânico tem sintomas relativamente parecidos com os de outras, principalmente as cardiovasculares. O diagnóstico não é difícil, mas é bem complicado. A pessoa começa a ficar neurótica achando que tem isso, tem aquilo e procura o clínico e faz diversos exames. Faz exames de sangue, eco, eletrocardiograma, tomografia, raio x de todos os membros, ultrassom, ressonância, endoscopia nasal, digestiva, anal, ocular (brincadeira kkkkkkk) faz de tudo e não dá absolutamente nada. A pessoa começa a ficar mais ansiosa e nervosa por que não sabe o que acontece com ela. Procura até cartomante para adivinhar o que tem, faz eletroencefalograma, exame de diabetes, holter 24 horas, MAPA e nada parece acusar e você já está cansado de bater na sala de emergência achando que está tendo um derrame cerebral.
É, amigo, está na hora de ir no psicólogo. Mas você não precisa fazer tudo isso para descobrir que tem pânico, eu citei por que é o que normalmente acontece. Mas ao relatar os sintomas ao médico e ele estudar sua história clinica, é fácil chegar a conclusão. Não adianta fugir... Essa inhaca já está aí e você nem percebeu kkkkkkk.

E o que é realmente esse abacaxi? (Eu detesto abacaxi, nada pessoal, apenas um comentário inofensivo)


Ele é caracterizado por crises súbitas frequentemente incapacitantes e recorrentes. Os sintomas físicos de uma crise de pânico aparecem sem causas aparentes ou por meio de ansiedade excessiva motivada por estresse, perdas, aborrecimentos ou expectativas. Depois de ter uma crise de pânico a pessoa pode desenvolver medos irracionais, chamados fobias, dessas situações e começar a evitá-las. (Tive claustrofobia, acrofobia 'viajar de avião só com a graça de Deus, por que eu empaco na porta' a agorafobia e a nictofobia).
Os sintomas são como uma preparação do corpo para fuga de uma ameaça real (sistema simpático). A adrenalina provoca alterações fisiológicas que preparam o indivíduo para o enfrentamento desse perigo como:

  • Aumento da frequência cardíaca (com concentração do sangue na cabeça e membros);
  • Aumento da frequência respiratória (hiperventilação);
  • Ressecamento da boca; 
  • Sensação de falta de ar (ocasionada pela não estimulação dos nervos sensitivos intranasais);
  • Formigamentos ou dormências
  • Dores em tudo quanto é parte
  • Medo de perder o controle
  • Vertigens ou tonturas
  • Medo de morrer quando está passando mal
  • Calafrios ou suor firo
  • Tremores
  • Naúseas, vômitos e dores no estômago (minha gastrite não é do pânico, mas o meu refluxo era nervoso)
  • Engasgo (passei 2 dias sem dormir com medo de morrer engasgada)
  • Sensação de estar fora da realidade (durante um ataque, eu experimentei voar enquanto todo mundo me acodia)
  • Sentimento de indiferença (quando voce acha que todo mundo está te olhando, mas ninguém está nem aí para você)

Os ataques de pânico não podem ser previstos. Pelo menos nos estágios iniciais do transtorno, não há nada específico que desencadeie o ataque. Lembrar de um ataque anterior pode desencadear ataques de pânico. E como eles não tem aviso prévio, a pessoa evita um monte de lugares, eu passei 2 meses sem ir a igreja por que eu não conseguia entrar nela sem ter um ataque de pânico lá dentro. Hoje eu já entro e consigo ficar até o final da missa.

Como é tratado

Os medicamentos antidepressivos chamados inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRSs) são normalmente receitados para a síndrome do pânico. Eles incluem:
  • Fluoxetina (Prozac)
  • Sertralina (Zoloft)
  • Paroxetina (Paxil)
  • Outros ISRSs
Outros medicamentos que podem ser usados incluem:
  • Outros tipos de antidepressivos, como inibidores de recaptação da serotonina e norepinefrina (IRSNs)
  • Medicamentos anticonvulsivos, em casos graves
  • Benzodiazepinas, inclusive diazepam (Valium), alpralozam (Xanax), clonazepam (Klonopin) e lorazepam (Ativan), podem ser usados por um curto período.
  • Os inibidores da monoamina oxidase (IMAO) só são usados quando as outras drogas não funcionam, porém eles podem ter efeitos colaterais graves.
Eu não uso nenhum medicamento, eu faço apenas a psicoterapia e tento me controlar (mesmo isso sendo muito difícil) tomo suco de maracujá, chá de camomila, erva cidreira. Remédio naturais e que acalmam. Não tomo todo dia, mas tem me ajudado. Os médicos que podem te ajudar são os psicólogos ou os psiquiatras.

Frequentemente os paciente com pânico sofrem muito duas vezes, a primeira por causa dos ataques e suas consequências e a segundo por causa da incompreensão de que são vítimas. Muitas pessoas nos interrogam e nos criticam por causa das crises achando que são frescuras, que está na verdade precisando fazer alguma coisa para ocupar a mente... A primeira coisa que os parentes têm que fazer é compreender, aceitar e apoiar as pessoas que tem isso. O transtorno do pânico é uma doença real como outra qualquer, a criatura não escolheu tê-la, nem pode evitá-la. Então, se um dia você encontrar alguém que tenha, faz favor de não dizer estas coisas, só vai fazer a pessoa piorar ainda mais, como se ela tivesse o controle da doença. E aos que tem, eu deixo aqui minhas forças e meu testemunho de que conviver com isso não é fácil, mas tenho fé que um dia eu irei me ver livre desta 'fofura'. E você também... Apenas acredite e nunca desista, sempre há uma luz no fim do túnel.



sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Be strong

Abro meus olhos, vejo tudo se mover como um visor de uma câmera. Seria um sintoma do pânico ou falta de equilíbrio?
Eu dormi 2 horas de hoje e acordei as 4, ou seja, não dormi. Estou que nem um zumbi pela casa. Cansada, triste e precisando de alguém para encostar e apenas esquecer, mesmo que momentaneamente, tudo que eu vivo.
Sabe, meu pai está doente novamente e vê-lo desse jeito me deixa muda e solitária. Parada ao lado da cama, eu observo ele dormir, fico imaginando o que ele sonha e o que ele sente. Ele está tão pálido e magro. Como a vida é cruel... Sei que tudo dará certo, mas está difícil segurar esse punhado de problemas. Minha saúde está indo embora.
Tudo que eu sonhei para mim um dia, está desmoronando, por que não sou quem eu queria ser, não tenho o que eu queria ter e quem eu mais amo, um dia irá partir. Assim como eu.
Quero me conter, não posso mais chorar... Tenho que enfrentar as coisas com um grande sorriso, por que eu estou sozinha e sempre estarei, ninguém fará por mim o que eu tenho que fazer.
Apenas serei forte, mesmo que isso me custe muito caro.
sei que você vai conseguir sair dessa, pai, mais uma vez. Você é um guerreiro!

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Queridos

Faz pouco tempo que não posto, mas parece que foram meses... O tempo é bastante relativo, não?
Não tenho muuuuuito o que dizer, mas o pouco, é extremamente especial.
Quando voltei, havia três comentários (isso mesmo) 3 comentários... Bem, eu fiquei feliz.




O QUE?????? MENTIRAAAAAAAA, fiquei muito feliz... Não, pera, feliz é pouco, eu fiquei lindamente radiante kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Então, o primeiro foi de um leitor chamado "Carlos" e por ele, estou por aqui novamente (não só por ele, tá? Invejosos) kkkkkkkkk
Ele tem um blog de alemão, geeente, eu sou fã de alemão... Depois do inglês (irei aprender o alemão)... Até sei cantar algumas música em alemão...
Enfim, voltando aos comentários... Uma leitora, a "Mii" - Aproveitando para desejar um bom tratamento para ela e boa sorte. *--*
Geeente, obrigada.
Beijos


Musiquinha para animar a noite ♥