quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Cursinho

... Só doidice.





terça-feira, 28 de agosto de 2012

Entre olhares


"Sinto sua falta agora entendo, peço segure firme a minha mão. Se de você estou distante ao meu redor só vejo escuridão. Uma voz rompe o silêncio que havia dentro do meu coração vem transformando, o sentimento, me mostrando qual a direção..."

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Minha pergunta

Eu nunca fui uma pessoa comunicável, as pessoas que falam comigo e eu, apenas retribuo... Não me considero uma pessoa anti-social por que eu não fujo, eu só apenas evito os lugares com multidões.
Não sou o tipo de pessoa que ri das desgraças dos outros (sádica) muito menos costumo pensar coisas negativas sobre elas, eu sempre imagino coisas boas a respeito. Tenho uma grande paciência e como ninguém é de ferro, ela uma hora acaba... Não que eu deixe, é por que eu detesto magoar os outros e isso acaba me machucando por que simplesmente deixo as pessoas falarem coisas para mim... Mas no efeito que minha bondade se acaba... Eu não costumo lembrar do que a pessoa foi para mim, eu realmente sou fria e grossa e a deleto da minha vida, certamente que não para sempre, por que sempre existirá um momento em que eu lembrarei da pessoa. Mas lembrarei com nenhum sentimento. No efeito que eu corto... Já era. É raro, muito raro, eu admitir novamente a pessoa quando isso acontece... Que eu me lembre, só uma pessoa consegue essa proeza, mas isso é outra história.
Continuando...
Nunca fui uma pessoa "maria vai com as outras" - Sempre tento me esquivar daquilo que é previsível - Principalmente em relação a relacionamento. Se alguém é assim, eu quero ser diferente. Se alguém faz tal coisa, eu quero fazer o contrário... Não por que eu quero fazer "picuinha" não é isso, é por que eu não quero ser comparada com o "resto". Quero que as pessoas me vejam como um alguém que tem algo a oferecer... Algo que eles não estão acostumados a conhecer.
É claro que, isso me ajuda e muito, por que acabo tirando conclusões filosóficas corretas e com coerência, o que faz as outras pessoas me admirarem.
Eu poderia ficar aqui digitando horas e horas a meu respeito, palavras poderiam me resumir sim, mas não poderiam me definir...
Minha pergunta... Quem eu fui, quem eu sou e quem eu serei?

Despedidas

Mais uma vez sou eu quem vai embora. É tão triste isso. Deixando para trás as pessoas na qual eu gostaria que estivesse sempre comigo, pessoas que eu sinto a falta todos os dias. A gente se acostuma a viver sem a presença, mas a cada momento, a cada reencontro, é mais um aprendizado, por que é fácil desacostumar.
E todos os dias são como os outros que vivenciamos quando partimos de novo.
Eu detesto despedida, por que as pessoas teem que morar longe?
Por que existe saudade?
Eu queria tanto que meus irmãos estivessem aqui... Tanto...


quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Arcaica

Hoje me dei conta de que sou rígida demais comigo, tenho pensamentos tão ultrapassados que até a  minha mãe riu de mim...Acho que devo mudar meus pensamentos, realmente, não faz sentindo ficar julgando minha cunhada só por que ela não é mais "pura" e meu pai tem razão, é o sonho de toda mulher casar de branco, acho que é uma questão de simbolismo, o que importa é a felicidade dela... Deixa ela casar mesmo de branco... É uma tradição. Como diz meu mamigo Eder, é até estranho né, ela entrar de vestido de outra cor, seria muita indiscrição... Até por que, certamente que na concepção atual, os dogmas e os costumes da igreja já não servem mais...
Eu vivo nesse dilema, ou melhor, vivo nesse conflito dentro de mim, se é certo ou não o sexo antes do casamento. Não sei "deixar acontecer" eu penso nas coisas, eu me importo, eu só quero depois do casamento pelo fato de ser o "certo" entende? Pelo fato de eu ter pensamentos arcaicos, por ser de peso ético.
Fiquei pensando a manhã inteira sobre isso e é algo que está presente, eu não sei nem como chegar nesse assunto com minha mãe, não me sinto a vontade. Por que sou meio contraditória, não sou teimosa. Sei admitir quando os outros teem razão, não que eu seja a errada, não, não, é minha opnião. "Tudo temos que respeitar, mas não aceitar" - Alguém me disse.
Não sei dizer se tenho ou não vontade, é estranho demais... Tudo se resume ao moral. Não é mudar, entende? Tipo, ser liberal. Mas ser mais flexível (Sou um pouco em determinados assuntos).
Meus pais estão atualizados com o mundo e eu também, mas não aceito. Tenho certeza que se eu aparecesse dizendo que não sou mais virgem para eles, "a cobra ia fumar".
Não sou uma filha, sou a mãe... Digamos. Sou tão séria, tão "museu" que as vezes sou motivo de piada para meus pais... As vezes eu assusto a mim mesma, por que sou nova demais para agir assim.  


Eu devo reavaliar meu modo de agir e pensar... Talvez falar menos e escutar mais, fico melhor assim e não faço mal a ninguém... Ser quem eu realmente sou, alguém reservado o bastante para conservar o meu "eu" do mundo.
É isso... Estou em um barco sem remos. Mas encontrarei uma bóia.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Memórias

O que você ganha me acordando cedo em plena férias?
O que você ganha tentar me estressar as 19 horas da noite?
O que você ganha me fazendo fazer coisas obrigadas quando estou ocupada... O que para você não é ocupação né? Já que, mesmo se eu estiver estudando, eu não estou fazendo nada...
Vivendo na impossibilidade de falar ou retrucar alguma coisa, simplesmente seguir sem fazer nada, como se eu fosse um robô.
Eu não sou um robô e nunca serei, tenho gosto, tenho opnião, eu sou uma pessoa de verdade... Não sou uma boneca.
Estamos chegando ao ponto em que você já não me conhece mais, não por que eu mudei, mas por que você não se interessa por mim... Não procura saber da minha vida. É duro para mim ter outra pessoa para quem contar meus segredos, quando tudo que eu precisava era de uma amiga.
Eu sinto muito se não sou a pessoa que você queria que eu fosse, sinto ainda mais de não ser como você... É difícil conviver com você, está sendo duro a cada dia... Fica me cobrando as coisas para que? Se tudo que eu faço você reclama?
Eu não preciso de chances para provar que eu posso ser melhor... Você simplesmente tem que acordar desse seu sonho de querer mudar as pessoas e procurar aceitar pelo o que eu sou. Eu não vou mudar, eu nasci assim, esse é meu jeito de ser.
Eu te amo, mas é complicado demais viver com alguém que não faz questão de conversar...