quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Memórias

O que você ganha me acordando cedo em plena férias?
O que você ganha tentar me estressar as 19 horas da noite?
O que você ganha me fazendo fazer coisas obrigadas quando estou ocupada... O que para você não é ocupação né? Já que, mesmo se eu estiver estudando, eu não estou fazendo nada...
Vivendo na impossibilidade de falar ou retrucar alguma coisa, simplesmente seguir sem fazer nada, como se eu fosse um robô.
Eu não sou um robô e nunca serei, tenho gosto, tenho opnião, eu sou uma pessoa de verdade... Não sou uma boneca.
Estamos chegando ao ponto em que você já não me conhece mais, não por que eu mudei, mas por que você não se interessa por mim... Não procura saber da minha vida. É duro para mim ter outra pessoa para quem contar meus segredos, quando tudo que eu precisava era de uma amiga.
Eu sinto muito se não sou a pessoa que você queria que eu fosse, sinto ainda mais de não ser como você... É difícil conviver com você, está sendo duro a cada dia... Fica me cobrando as coisas para que? Se tudo que eu faço você reclama?
Eu não preciso de chances para provar que eu posso ser melhor... Você simplesmente tem que acordar desse seu sonho de querer mudar as pessoas e procurar aceitar pelo o que eu sou. Eu não vou mudar, eu nasci assim, esse é meu jeito de ser.
Eu te amo, mas é complicado demais viver com alguém que não faz questão de conversar...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!