quarta-feira, 17 de maio de 2017

Lesmas, aranhas, sapos e embuás

O título está parecendo uma música, não é? "Eu vou cantar com as lesmas, aranhas, sapos e embuás, embuás..." kkkkkkkkkkkkkkkkkk...
Depois de uma postagem um pouco tensa, vou postar algo curioso que talvez vocês já saibam, mas como eu não sabia, então "MIM DEIXEM" =D
Você sabe por que quando jogamos sal, a lesma encolhe? Ou por que a aranha dobra as patinhas quando morre? Ou o Sapo faz ueber? ou por que quando tocamos nos embuás, eles se enrolam? Enfim, se liga na explicação da professora Polly *-*

Uma lesminha incomoda muita gente... Duas lesminhas incomodam muito mais...


Fala sério, só de olhar essa imagem já deu um rebuliço, né? As lesmas por si só já causam afronta aos nossos instintos femininos. Quem não tem nojo das pobres gosmentas. Mas elas tem fim trágico quando salpicadas com sal, tadinhas. Mas por que ela dissolve por causa disso?
Começando pelo básico da biologia, sabemos que as lesmas são moluscos (Não é o vizinho do bob esponja kkkkk) e a principal característica desse filo é o corpo mole e frágil e dentro desse grupão de amigos, existe a lesma que tem respiração cutânea, ou seja, respira pela pele. Por isso a pele é úmida, pois permite a troca gasosa da respiração (oxigênio e gás carbônico) e a gosma que ela deixa, o rastro do terror, é para facilitar a locomoção e não tem nada a ver com a respiração do bichinho. E por ter tal respiração, a água é muito presente na pele do animal.
O sal é uma substância que atrai água que é uma beleza. Já reparou que quando você come algo muito salgado, o que você quer logo em seguida é um copão de água? Então, se você jogar sal no bicho, a água do corpo vai ser atraída pelo sal, fazendo a lesma desidratar e consequentemente morrer. Até por que a quantidade de sal é superior a quantidade de água que ela tem no corpo. Por que isso não acontece com a gente? Por que nossa respiração é pulmonar e nossa pele não é úmida. Isso acontece na nossa boca? Sim. Se você colocar sal na boca, além da sua boca ficar seca, a sua pressão também subirá. Então não banque o espertinho. Não irei explicar a reação química da coisa, por que é só uma curiosidade, deixo para outra postagem...

Agora é a vez da dona aranha que subiu pela parede, veio o vento forte e a derrubou...



Esses dias encontrei uma teia na minha janela, lógico que tinha uma aranha. Não quis matar a bichinha, até por que a teia que ela fez na minha janela impede de outros insetos entrarem no meu quarto. Vivemos em uma cooperação. Ah é, apelidei ela de Charlote (igual ao do filme baby - um porquinho atrapalhado). Mas você já assassinou uma aranha em sua vida? Já notou que quando elas morrem, as pernas dela encolhem?
Isso é um mecanismo chamado de rigidez cadavérica ou rigor mortis em latim. Acontece com todos os seres vivos, mas, em cada espécie ocorre de forma particular. Quando o ser vivo morre, a circulação do sangue para e consequentemente não tem mais oxigênio para ser distribuído nos músculos. Logo, um processo químico começa e libera cálcio e é por causa do excesso de cálcio que os músculos ficam endurecidos. Nas aranhas, as patinhas dela encolhem e não adianta tentar puxar ou mexer, que elas não voltam ao normal e geralmente quebram. Trágico :(

O sapo não lava o pé, não lava por que não quer, ele mora lá na lagoa, não lava o pé e... "Ueber"



Tem coisa mais linda do que o sorriso de um príncipe? kkkkkkkkkkkkkk Tem gente que gosta e tem outras que não curtem muito. Ainda mais quando eles começam a pular que nem pipoca quando toca um araketu. O fato é que pelo menos uma vez na vida, você já se deparou com um desses, te encarando e inflando o pescoço dizendo "Qual é, qual foi, por que tu ta nessa?" - E você sabe por que ele faz isso?
Para acasalar... Sim, meus caros, eles inflamam o pescoço para fazer um som (Coaxar) e chamar a fêmea para acasalar. Eles inflam e esvaziam a boca, formando um papo no pescoço e nesse movimento, o ar faz as cordas vocais vibrarem produzindo o famoso som "Uéber". Uma curiosidade é que isso também pode ser considerada uma forma de defesa, já que eles podem inchar bastante e provocar asfixia no predador. Espertinho o sapinho, né? 

Se familiarizou com o bichinho?


Aqui na minha região o chamamos de embuá, mas você pode conhecê-lo por gongolô ou piolho de cobra. Tem outros nomes, mas acho que você já reconheceu quem ele é. Nosso amiguinho é artrópode, ou seja, corpo flexível e invertebrados. O mesmo filo que os escorpiões, aranhas e outros.
O corpo dos embuás são divididos em segmentos, por isso eles tem essas "listrinhas", são as articulações e para cada parte, tem dois pares de perninhas. O que significa que são da classe dos diplópodes.

*Di = Dois
*Plópodes: Pernas

Você já se perguntou por que quando triscamos neles, eles se enrolam todinhos? Isso é um mecanismo de defesa. Quando sentem que estão ameaçados, se enrolam em forma de espiral com a cabeça escondida e podem ou não (dependendo da espécie) secretar uma substância com cianeto (veneno) para espantar o predador. Essa substância pode causar queimaduras em nós, humanos.Por isso é sempre bom tomar cuidado com eles. Eu não encontrei nada a respeito disso, pesquisando na net, mas acredito que eles se enrolam desse jeito para se fingirem de mortos, já que quando se encolhem, parece muito com o "Rigor mortis" que falamos um pouco acima na postagem.


É isso pessoal, demorei quase um mês para postar, mas a vida acadêmica me suga. Espero que me entendam T---T mas se gostou da postagem, comente aqui embaixo se você gosta de algum bichinho desses ou já teve alguma experiência com algum deles. Não esquece de curtir a página do mundo ali do lado -----> Beijos galaxicos! =D

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!