quarta-feira, 19 de abril de 2017

Depressão: Precisamos falar sobre isso

Hoje o assunto não é engraçado e nem convidativo. Ultimamente tenho visto tanta notícia sobre suicídio de jovens, sobre esse tal jogo da "baleia azul" que isso me fez recordar do meu passado escolar, um passado que eu demorei muito para digerir. A verdade é que tudo isso tem uma única palavra: Bullying, o começo de tudo.


Que todo mundo já sofreu um tipo de brincadeira na vida, isso não é novidade, mas quando essa brincadeira passa a ser humilhante e de forma constante, começa a ser o famoso bullying, é claro que não acontece só em ambiente escolar, mas é o mais frequente.
Vivemos em uma sociedade vaidosa, onde o culto pelo corpo e a exaltação da beleza é muito forte, estamos em uma sociedade doente, na qual a maioria das pessoas querem seguir um determinado padrão e acabam perdendo sua identidade, perdendo sua essência, o seu verdadeiro eu. Olhe ao seu redor, as meninas, o meninos, eles não parecem ter os mesmos estilos? Os mesmos cortes de cabelo e as vezes, as mesmas atitudes? E quem é o famoso "diferentão" acaba sofrendo apelidos, humilhações por ter uma identidade visual diferente e na cabeça dos agressores, isso é normal. Meus queridos, isso não é normal, não é nada normal você ofender alguém que seja diferente de você. Para pensar nas consequências disso. Tem pessoas que tem a mente livre, que não ligam para as chacotas, mas a maioria... Ah a maioria... Ficam acoadas e se fecham em seu próprio mundo, por que são incapazes de enfrentar os agressores. Vão guardando os ressentimentos, cultivando tristeza e semeando dentro do coração, aquele sentimento de derrota, de que não é bom o bastante. Todo ser humano quer ser aceito e quer ser amado, é uma ordem natural e se isso não acontecer, a depressão se instala.
Depois de instalada a pessoa passa a viver sobre uma nuvem negra e o sol começa a aparecer menos na vida delas. Isso tudo é silencioso. Ninguém consegue perceber por que é uma tempestade interna e a pessoa usa máscaras de alegria para disfarçar que não está bem e o bullying prossegue. Qualquer asfalto liso pode ter buracos depois de dias chovendo no mesmo lugar. Depressão é a mesma coisa. Um dos pontos mais importantes são os pais, o alicerce de tudo. Eu sempre digo isso no quadro "papo de filhos" e volto a repetir: Tenham diálogos com seus filhos. Só assim você saberá o que se passa com eles. Não ache que ele é igual a você. Você sofreu quando era mais novo e mesmo assim prosseguiu? Não pense que 2017 é como o ano em que você viveu. Olhe ao seu redor, estamos cercados pela mídia, que nos influencia o tempo inteiro. A internet está aí com tanta informação ruim e que acaba influenciando também. As crianças de hoje são mais frágeis que as crianças de antigamente. A era digital é perigosa e os pais precisam ter consciência disso. Não achem que depressão é frescura, que é falta de "Bater nos filhos" - As pessoas tem o preconceito muito grande com pessoas com doenças mentais. Galera, o cérebro é um órgão como outro qualquer e ele também fica doente. Depressão não é um problema só mental e sim fisiológico também, por que você acha que quem é depressivo tem que tomar remédio?
Não é frescura, isso é muito sério. Eu entendo perfeitamente por que eu já passei por isso na minha vida e digo que o sentimento é um dos piores. Se sentir um lixo e não ter vontade de fazer nada? Achar que existe algo de errado com você, por que você não é de tal maneira? Isso não é legal. Ter pensamentos suicídas? Sim, eu também tive e sei muito bem como é se sentir pressionado, por que uma parte de você quer se libertar do sofrimento e a outra te diz que isso é errado, que você deve lutar. Mas como fazer isso se ninguém te ajuda? Se ninguém te diz o que fazer?
O bullying que eu sofri na minha escola me renderam 3 anos de terapia e até hoje, eu tenho sequelas. Posso dizer que estou 100%? Não. Mas também aprendi a controlar os pensamentos e me erguer toda vez que eu cair.
A igreja funcionou? Sim... Para mim funcionou. Talvez tenha sido isso que me fez seguir em frente e procurar ajuda. Na época eu sabia que tinha alguma coisa de errada comigo. Eu não ria mais e ficava reclusa e quando eu tinha pensamentos ruins, eu rezava.
Para algumas pessoas, Deus não seja a solução. Sinto dizer isso, mas cada pessoa acredita em algo diferente. Então se você quer ajudar alguém, primeiro tente elevar a estima dela, depois faça ela procurar ajuda e por fim, faça ela procurar uma igreja. Qualquer pessoa que tenha uma fé abalada, vai se recusar de procurar Deus no primeiro estante. Então a trabalhe primeiro para esse encontro.
Eu me sinto muito triste por essas coisas estarem acontecendo com muita frequência, por que isso é um assunto sério e que ninguém está nem aí e só sabem apontar o dedo e dizer que falta disso e aquilo. Lembrem que falar, só vai fazer a pessoa ficar péssima. O certo é fazer acontecer e prestem atenção nos seus amigos ou filhos.
Outra coisa não menos importante: Se alguém disser que vai se suicidar. Não ache que "quem fala, não faz" apenas preste atenção. As vezes a pessoa quer ter certeza de que você está preocupado, Se deixar para lá, ela vai se suicidar.


Espero que tenham gostado da postagem, eu realmente estou muito triste por isso. Iria fazer um vídeo, mas acredito que eu não iria falar tão bem, quanto escrevendo. Também gostaria de indicar a série da netflix "13 reasons why" que tocou na ferida e foi muito bem produzida. Não é a toa que está fazendo muito sucesso!
E é isso, caotinhos, se gostou, comente aqui embaixo o que acha desse tema ou se você já sofreu humilhação e não esquece de curtir a página do face e de se inscrever no canal! Beijos galaxicos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!