quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Preconceitos

Tenho visto muitos comentários com opiniões diferentes e outros com recriminação de outros comentários, ou seja, eu não aceito a sua opinião e quero que você aceita a minha a pulso ou algo assim.



Preconceito, na minha opinião, é quando você não aceita algo ou alguém em uma determinada sociedade, em outras palavras, você passa a lançar um olhar de ódio para isso, recriminando e fazendo com que outras pessoas façam a mesma coisa e assim criando massas de pessoas que tem o mesmo pensamento, até surgir um nome para isso, exemplo, homofobia.
Bem, falarei do racismo. Eu não sou racista, não foi por que minha mãe me ensinou isso ou por que eu aprendi na escola que se deve respeitar os outros, eu simplesmente não sou, por que nunca vi nada de diferente nas pessoas negras. Não sei se é por que eu via muitos desenhos animados e os personagens tinham cores diferentes, eu apenas achava normal isso. Na escola, eu já tive problema com minha professora da terceira série, se eu não me engano, por que minha coleguinha me pediu o lápis cor de pele emprestado e eu falei que não existia essa cor. Hoje eu sei, que ela estava me pedindo o lápis da cor bege e hoje eu sei também, que em todos os meus desenhos de boneco palito, sempre tinha um azul, um marrom, um vermelho, eu achava aquilo divertido, parecia os power ranges. Acontece que desde a escolha do lápis de cor ter um nome "cor de pele" já é racismo, ora, nós sabemos que não existe só essa cor, então por que cor de pele? Por que somos condicionados a isso, sempre fomos. Por que loiros dos olhos azuis ou branquinho do cabelo liso, tem que ser mais bonito? Hoje, muitas emissoras, filmes ou qualquer outro lugar, tem colocado os negros em alta, mas já era para ter feito isso bem antes, por que no século que a gente está, todo mundo vai achar que isso é modinha ou por que o pessoal está se sentindo reprimido e cheio de mi mi mi. Não entendem que isso é uma questão inclusão social, as crianças de hoje tem que ver que todos são bonitos a sua maneira. Não é errado um vermelho se relacionar com um negro... Tem uma moça, que pega ônibus comigo vez em quando e ela é negra, mas ela é muito bonita, sério mesmo, muito mesmo e o namorado dela é branco. O que eu vejo de gente olhando para eles dois, vou te contar, dá vontade de sair falando umas coisas e eu também evito de olhar muito, vai que o namorado dela acha que eu sou lésbica, né? kkkkkkkkk 
Voltando, não acho certo as pessoas ficarem falando que os negros sofreram e isso aquilo (apesar de terem sofrido, massacrados, humilhados e tudo de podre nesta terra por pessoas sem mente e sem alma) por que a visão que todo mundo deve ter, é de respeito por que todos são iguais e que cor de pele diferente é normal e não ter a visão de compaixão e achar que é uma etnia que precisa de pena e de inclusão em uma sociedade que é delas também, sim, por que a sociedade não é de brancos, é de todos também. É impressionante como todos acham que aquele que é diferente, deve ser incluso. A sociedade é de todos, mas apesar de não se o que gente vive, se cada um acreditar que faz parte, então um dia fará parte. Falando de mim, eu não sou branca, sou parda e já sofri preconceito, passei alguns anos com meus colegas de classe me chamando de anêmica ou filha do homer simpson. Se isso não é preconceito racial, então me diga o que é, por que eu retiro tudo que eu escrevi até agora.
Enfim, o ponto que eu queria chegar depois de todo esse papo, eis que vem algo que me tira do sério:

Eu não concordo com o sistema de cotas por um único motivo: Nem todos são brancos. Nem todos são ricos. Nem todos tem papai e mamãe e tem todos tem vantagens.
Exemplo? Eu mesma, passei um ano inteiro estudando para o vestibular, me esforcei mesmo, arranquei os cabelos. Meus pais pagaram a prova e acredite, não é barato e no final, eu não passei. Tudo bem, acontece né? Eu não devo ter estudado o suficiente ou a pessoa que me tirou a vaga era mais inteligente que eu. Agora, eu fiquei na lista de espera, era a primeira da lista e quando saiu o listão, eu fui chamada? Não, não fui. Por que? Por que chamaram a primeira pessoa que era cotista.
Agora vê se tem cabimento uma pessoa chegar para mim e falar uma coisa dessas: Foi merecido, por que com certeza ela estudou mais que você, você estudou em colégio particular, tem papai e mamãe. Não foi oprimida, ninguém disse não para você. 
E o que eu podia fazer? Dá um murro na cara da pessoa ou respirar fundo e provar para mim mesma que eu podia vencer também, com cota ou sem cota?
A verdade é que eu podia ser cotista e se eu fosse, é provável que eu teria passado nessa prova. Por que minha pontuação foi a mesma. Eu não vejo isso como um privilégio e sim mais um modo de racismo, é como se a cota te falasse "passou por que é negro ou índio ou pardo ou outra coisa" muitos vão discordar, por que infelizmente a nossa sociedade é reclusa e isso deveria ter mesmo para mais pessoas "diferentes" terem acesso a educação. Se quem cuida disso tivesse o mínimo de bom senso, acabaria com essa coisa de cota e planejaria mais educação para todos, TODOS, terem acesso e serem capazes de fazer prova sem ajuda.
É claro que o cara da imagem que coloquei tem razão, por que tem muitas pessoas assim mesmo, mas acho que ele não deveria abordar dessa forma, já que, foi muito generalizado. Nem todo mundo é assim cara. Eu estudei em colégio particular somente no meu ensino médio, por que foi uma necessidade. As escolas estaduais naquela época não eram boas, não. Meu pai chegou para mim e disse "minha filha, ou você estuda e garante uma bolsa ou você vai para um colégio do governo e seja o que Deus quiser" e eu estudei, viu? Consegui minha bolsa e cursei o ensino médio inteiro no melhor colégio da cidade. Mas as pessoas sabem disso? Não sabem e ainda insistem em generalizar as coisas e falar coisa que não sabe. Tenho certeza que não sou só eu que passo por isso.
Acredita mesmo que meu pai é ricão para pagar tudo para mim e eu aqui, sem esforço nenhum. Não fica achando que ser bolsista não tem seus pré requisitos.
É uma era difícil, as pessoas são mais intolerantes, mais míopes, por que não enxergam nada e mais agressivas umas com as outras. O que falta é pensar no próximo. Isso vale para os homossexuais também... Não é cor, mas é gênero e também sofre preconceito.

Não disse tudo que queria dizer, mas já está de bom tamanho, eu não sou imune a preconceito, por incrível que pareça, eu tenho um enorme preconceito ainda para ser combatido, que é o de doentes. Não sei bem se isso é preconceito ou eu que sou hipocondríaca, mas eu não tolero visitar pessoas doentes, tenho medo de ficar doente também :(

Gostou da postagem? Então não esqueça de comentar e me dizer se você já sofreu ou já viu algum tipo de preconceito, ou se você tem algum preconceito! Se discordar de mim, também é válido, eu respeito as opinões xD Não esqueçam de me seguir T----T
Beijos galaxicos!

6 comentários:

  1. Quando morrermos vamos todos para o mesmo buraco e virar comida de minhoca rsrs Esses dias estava voltando pra casa e vi três homens maltratando um mendigo, me senti tão impotente em não poder fazer nada diante daquela situação :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tifa! De fato, você tem toda razão :( vamos todos para o mesmo lugar... Poxa, que cena lamentável :O o pior é que não podemos fazer nada mesmo que pode até sobrar para a gente. Nossa, infelizmente as pessoas são muito intolerantes hoje em dia, o jeito é orar e pedir a Deus que as coisas melhorem...
      Um grande abraço!!! xD

      Excluir
  2. Desculpa, mas essa coisa de alguém não aceitar opiniões dos outros mas querer impor a sua não é preconceito; é hipocrisia, pessoa folgada, mimada. Preconceito é julgar sem conhecer. Negros como coitados e brancos como poderosos é meio novo pra mim. Na minha região a maioria é parda, na minha infancia os brancos é que mais sofriam bullying e achavamos os orientais o tipo mais bonito, e não o loiro de olho azul. Pra mim, foi a mídia que nos empurrou esse padrão guela abaixo de que loiro é mais bonito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo... Você tem toda a razão, mas eu quis me referir, justamente, quando você não aceita a opinião de alguém e passa a lançar um ódio em cima da pessoa, por ela não ser como você acha que ela deveria ser. Você começa a julgá-la e assim nasce o preconceito. Entendeu?
      Antigamente, você discordar era algo bem menos agressivo do que é hoje. Você não pode negar o fato, de que se você discordar de algo, você praticamente vai querer brigar com a pessoa para ter razão. É claro que nem toda opinião leva ao preconceito, mas convenhamos que na maioria das vezes é assim.
      E olha, não sei onde você mora, mas se você for do Brasil, então sua cidade é bem afastada, por que o que mais se vê (principalmente nas mídias sociais) é essa rixa entre brancos e negros.

      Obrigada pelo comentário, um grande abraço!

      Excluir
    2. Justamente! As mídias! Ainda tem um tal de marxismo cultural que tem o objetivo de causar rixas entre "oprimidos" e "opressores".

      Excluir
    3. Por isso nem me meto muito nesses assuntos. Entre opressores e oprimidos e preconceito e religião. Deixo que no final, cada um se entenda com aquele que realmente é apto a julgar: Deus.

      Um grande abraço

      Excluir

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!