segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Papai



Não começarei com a música do Robertinho e nem com a do Fábio Júnior. Apenas queria agradecer a Deus, por mais um dia dos pais. Todos nós sabemos o quanto é difícil te ver doente. Por que não temos provas de que tudo dará certo, apenas temos fé de que tudo terminará bem. Se te escrevo hoje, algo que talvez você nunca irá ler, é por que meu medo de te perder é muito maior do que o meu de morrer. No início, quando eu apareci, você não me queria por perto. Você não me disse nada, apenas me deu as costas e me disse para ir embora. Mas eu não fui. Você voltou e algo o fez me enxergar de outra maneira e essa maneira se tornou um elo e esse elo se tornou algo muito mais forte do que qualquer outra ligação pai e filho. Assim como a mamãe.
Peço sempre que Deus ilumine sua vida e te leve para os melhores caminhos. Você dá sustos em nós quando fica doente e espero que você não seja mais teimoso.
O dia dos pais foi ontem, mas quero te dizer que você sou eu. Uma parte de mim. Não imagino minha vida sem você ou melhor, não estou preparada para isso. Te desejo muita saúde. Te desejo muita força e também paciência. Não quero que você caia e se cair, eu te buscarei e carregarei. Não sou forte, mas serei por nós dois. Eu tenho amor, eu tenho fé e vou longe, quando eu acredito.
Que Deus o abençoe sempre, que ele te proteja sempre e te livre de tudo que possa te fazer mal, tanto fisicamente quanto psicologicamente. Te afaste de pessoas ruins e te aproxime de tudo que é santo.
Sabe pai, a vida nunca foi fácil e realmente anda bem difícil, mas sabe de uma coisa? Ainda contaremos muitas histórias por aí...


Feliz dia do pais, pai 
Amo você...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!