sábado, 22 de fevereiro de 2014

Infância - O que te marcou?

Cada pessoa teve algo que marcou sua infância, algo que hoje, ao lembrar desse determinado "algo", nos faz sorrir e ter uma maravilhosa lembrança. Uma saudade avassaladora invade nossos corpos e nos faz viajar pelos universos do invisível dos olhos.
O que marcou minha infância foi um livro chamado "Detetive quatro-olhos e o roubo misterioso" do autor Jean-Loup Craipeau de 1995.


O ganhei quando tinha 8 anos de idade... Nessa época, o livro não estava mais a venda. Então, meu pai voltando do serviço, encontrou com um amigo dele e o cara deu esse livro para o meu pai, que por fim, quando chegou em casa, o deu para mim. Com 8 anos eu já sabia ler e escrever muito bem. Com essa idade, eu estava na segunda série do primeiro grau (atualmente mudou). Sempre gostei muito de ler e esse com certeza, foi um dos melhores presentes que eu ganhei.
Com uma história simples e com aproximadamente 50 páginas, é um livro que te cativa a cada página lida.

Sinopse: 
O livro se passa em primeira pessoa, o protagonista que conta a história. Para não dar o famoso "Spoiler",resumidamente, Se trata de três jovens que vão desvendar um mistério do roubo da joalheria, junto com seus três amigos camundongos. Com romance, aventura e muita comédia... É um livro simples, mas que encanta.

Então é isso, galera. 
Gostou da postagem? Então comenta aqui ou deixe sua mensagem na caixa azul velha de guerra ali ao lado kkkkk... E me conte, o que marcou a sua infância?

2 comentários:

  1. O que marcou minha infância, foi um trevo de 4 folhas. Que o mininu que eu gostava tinha me dado. Ele foi embora para outra cidade, aí para eu n esquece ele ele me deu um trevo de 4 folhas para mim dar sorte.
    beijinhus, amei o blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláaa, caramba, que curiosa sua história?
      Mas algo bem simbólico, um trevo de 4 folhas *--*
      Obrigada pelo elogio e por visitar o blog, volte sempre :D

      Excluir

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!