terça-feira, 19 de novembro de 2013

Meia noite

Por que o amor, um sentimento bom, machuca tanto?
Será mesmo que devemos amar muito uma pessoa? Para no fim de uma noite, algo doer em seu coração como uma chama queimando a pele?
Por que o amor as vezes dói? Não seria injusto uma pessoa chorar por algo assim?
Tenho a impressão de que eu nunca vou ser feliz completamente, como se a cada noite, tudo que era realidade, se torna ilusão.
Há algo preso em minha garganta e eu não consigo emitir nenhum som. Ninguém conseguirá me escutar.

"Ninguém sabe quem eu realmente sou. Eu nunca senti este vazio antes e se eu em algum momento necessitar de alguém, que permaneça comigo, quem irá me confortar, e me manter forte?
Nós estamos todos remando o barco do destino. As ondas ficam vindo em nossa direção e nós não podemos escapar, mas se nós nos perdermos em nossos caminhos, as ondas irão guiá-lo através de um outro dia.
Tendo apenas um suspiro distante, parecendo ter crescido transparente. Embora eu pudesse ver na escuridão, apenas fui cegada. Ofereça suas preces e espere por um dia novo para chegar até aquela costa, onde o mar vívido brilha. Ninguém sabe quem eu realmente sou,talvez eles apenas não liguem. [...]"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!