sábado, 7 de dezembro de 2013

Entrevista

Bem, achei essa entrevista em um blog: http://mikamatos.blogspot.com.br/  eu gostei e resolvi postar.  
Segue a entrevista com filósofo de janela de ônibus:

Um número?
9

Um dia?
07 de junho de 1991

Uma noite?
Ano novo de 2011

Uma data?
05 de julho de 2012  

Um mês?
Dezembro

Um tempo?
Advento

Um lugar?
São Francisco do Sul

Uma viagem?
Manaus

Um animal?
Tartaruga

Uma pessoa?
Jesus

Uma palavra?
Amor

Um palavrão?
Constitucionalissimamente 

Um medo?
Escuro
  
Uma dor?
Cólica nefrática

Um cuidado?
Com o coração

Um ódio?
Humilhação

Um amor?
Dos meus pais

Um carinho?
De quem eu amo

Uma garota?
Eu

Um conselho?
Não faça com os outros, o que você não gostaria que fizessem com você

Uma música?

Voz da verdade - Sou um milagre

Uma saudade?
Da infância

Uma cor?
Amarelo

Uma paz?
O silêncio

Um conforto?
O abraço da mamãe

Um caminho?
O das estrelas

Um dom?
A música

Um pensamento (de agora)? 
Ser feliz

Um frio?

Falar em público 

Um calor?
De um abraço

Uma mentira?

A opinião de todas as pessoas

Uma verdade?

O mundo

Uma liberdade? 
A da alma

Uma expressão?
A fala


Um olhar?
De compaixão

Uma confissão?
As vezes eu tenho preguiça de discutir assuntos com determinadas pessoas.

Uma vontade?
Voar para um lugar onde ninguém me conheça


Um querer?

Ter minha vida


Um sonho?
Publicar um livro

Um desejo?

Aprender violino


Uma vitória?

Ter nascido


Uma derrota?

Não conseguir ajudar ninguém


Um sorriso?
De criança

Um choro?

De felicidade


Uma alegria?

De que tudo ficará bem

Uma tristeza?

Ver alguém partir


Uma felicidade?
A de ser quem realmente somos


Um presente?

Livro

Um livro?
O que me faz imaginar todo o cenário


Um gesto?

De carinho

Uma voz?

De Deus

Uma brincadeira?

Esconde esconde

Uma reencarnação?

De um mutante kkkkk


Uma última palavra?

Sorria, mesmo que seja um sorriso triste...


Peguei o texto do blog e modifiquei algumas palavras...

"Qual o objetivo da entrevista? Você tem pouco tempo para responder. Mas, é nesse pouco tempo, que a verdade vem diretamente na cabeça. Tudo muito sincero e recíproco. É nesse pouco tempo que acreditamos que o que sempre falamos, é verdade. É nesse pouco tempo que as pessoas acreditarão, realmente, no que falamos.
A entrevistada sou eu, mais uma filósofa de janela de ônibus."





 

2 comentários:

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!