terça-feira, 17 de setembro de 2013

Tão só quanto uma estrela no universo

Hoje é noite de lua cheia, uma noite triste por sinal. Me sinto só e nunca me senti tão só quanto hoje. Só, com todos os sinônimos e hipérboles existentes... Hoje eu me deparei que não tenho amigos, não cultivei nenhum. Os que eu tinha, foram embora e me deixaram.
Apenas tenho as palavras para me confortarem, o que eu posso fazer a não ser chorar? 
Essa dor angustiante e incapacitante me tira do controle, a música tocando, a faca me cortando de dentro para fora, o que eu posso fazer a não ser enxugar minhas lágrimas?
Eu odeio me sentir deste jeito, essa dor é insuportável, é delirante como uma droga e potencialmente mortal.
Eu poderia xingar todos os palavrões existentes enquanto escuto uma música romântica. Uma mistura de raiva e tristeza, uma mistura letal. Está me destruindo... Onde está a cura? Não há ninguém para me atender nesta sala de emergência?
Alguém me ajuda, por favor!
Estou sufocando...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!