terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Um pouco de mim

Eu não gosto de locais apertados e com muita gente, eu não gosto do escuro, eu tenho medo de altura. Eu não confio em quase ninguém, não costumo demonstrar e falar dos meus sentimentos. Não é habitual eu ficar a todo momento "atrás das pessoas" e isso não significa que eu as tenha esquecido. Todos ficam muito bem guardados em minhas lembranças e eu não esqueço de quase nada.
Eu sou fria todas as vezes que eu receber algum tipo de desprezo. Meu príncipio é ser educada sempre, mas não serei se a pessoa não for também.
Tenho a péssima prática de não sorrir quando estou triste, eu não sei esconder a tristeza e também não sei comentar sobre elas.
Odeio a solidão, porém me acostumei com ela.
Eu não tenho amigos e não tenho o hábito de chamar ninguém de amigo. Tenho a opnião formada de que amigos, colegas e afins, não dizem "eu te amo", essa expressão não é bom dia. Dificilmente falarei, pois não me familiarizo com estas palavras.
Eu não choro com facilidade e quando choro, não o faço na frente dos outros.
Não me chateio com tanta facilidade, tenho muita paciência. Não guardo rancor, embora eu não esqueça dos acontecimentos. Minha mágoa é mometânea, mas eu nunca esquecerei.
Gosto de conversar, entretanto, dependendo das pessoas, fico calada. Sou observadora, analista e detalhista. Gosto do colorido e da luz. 
Eu não tenho o ato de andar sozinha e detesto.
Gosto de ficar em casa.
Eu gosto de rock e sou fã de Sonata Arctica.
As vezes enrolo para chegar a uma conclusão. Tenho uma mente confusa e dois lados de uma personalidade, em conflito.
Eu sempre penso antes de falar e agir, raramente faço isso por impulso.
Adoro a fantasia, contudo, minhas atitudes são racionais.
Sou carinhosa, atenciosa, cortês com todas as pessoas que eu concluo que merecem e nunca, faço algo só por mim... As minhas decisões teem que ser boas para mim e para as pessoas que me cercam.
Não sou "maria vai com as outras", só costumo ter várias opniões ao mesmo tempo. Tenho uma ética e moral muito forte, se eu quero alguma coisa e ela não for certa ou boa, eu não farei.
Se eu for "legal" com alguém e eu descobrir que o indivíduo faz pouco caso, um dia, ela vai desejar nunca ter me conhecido... Por que o desprezo vai doer até em mim.
Eu não sou doida, apenas brincalhona. No mais, eu sou bem tolerante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!