quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Palavras já não podem demonstrar o que eu sinto, não podem sequer detalhar os sentimentos como antes costumava ser. Estamos rezando por você pai, até o fim... E acredite, eu vejo a luz, eu ainda posso ver, embora pareça distante.



Era engraçado quando você chegava em casa e eu falava "Papai chegou" e isso se perdeu com o tempo. Eu sinto falta disso e sentirei sempre que olhar para você. Não há nada que me machuque mais que te ver triste ou chateado com alguma coisa. Mesmo que ninguém me leve a sério, me escute, pelo menos finja. Quem é que vai me pedir ajuda com as cifras? Quem é que vai me ensinar violão?
Não vai embora pai...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!