domingo, 5 de dezembro de 2010

Nós duas

Oi solidão, quanto tempo?
tudo bem com você? comigo esta indo, obrigada. Aconteceu novamente, aquilo que você certa vez me disse para ter cautela.
Ah não sei como foi acontecer, eu estava talvez iludida e você ali me aconselhando que ficar só era o melhor a fazer... Mas eu não quis te ouvir, preferi correr atrás da borboleta, borboleta na qual não viu nenhuma flor no meu jardim, ah solidão você é a única que me entende, nem o silencio me deixa em paz. Como você pode ver eu vivo bebada pelo amor de uma abelha, abelha essa que se encanta pelo orvalho de outra rosa, rosa que eu jamais posso machucar porque isso não faz parte do conjunto de ética que circula meu corpo.
eu tenho vontade de gritar, mas isso não vai adiantar!
eu só quero que, no mais, eu continue contando com você se um dia vier a me decepcionar novamente.

beijos e boa noite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da postagem? Então comenta... :D
Agradeço...
beijos galáxicos!